Tutorial

Tutorial do Dia – Como testar se uma fonte está queimada?

Se o seu computador não liga, não pisca e nem dá sinal de vida, a probabilidade da fonte ter queimado é alta. Mas como testá-la? Com este artigo você aprenderá, e de forma bem simples!

Problemas com computadores acontecem. Por mais cuidadosos que nós sejamos com nossos preciosos e queridos equipamentos, a realidade é que dificilmente alguém escapará desta triste situação. Para alguns deles, existem apitos da placa mãe, para outros sinais e avisos na BIOS. Alguns componentes especiais hoje vêm equipados de fábrica até mesmo com LED indicadores numerados, bastando uma rápida consulta no manual.

Mas e quando você pressiona o botão de força e nada acontece (não há nenhum barulho, nem luz e nem ruídos dos discos rígidos, muito menos um drive de DVD trabalhando), o que fazer nesta hora tão desesperadora?

A primeira dica sempre é verificar os cabos e as suas respectivas conexões entre tomada e a fonte, pois em alguns casos de sobrecarga o equipamento corta o fornecimento de energia para o computador. Nessas situações o problema é resolvido rapidamente com a retirada e a reinserção do cabo de alimentação.

O problema é a falta de energia, mas não na tomada

Para outros modelos, existe também uma chave de liga/desliga na parte de trás, geralmente logo abaixo da ventoinha. Verifique-a em ambas as posições e tente ligar o computador.

Agora, se tudo está devidamente ligado e há energia passando pela tomada, uma das grandes possibilidades é a da sua fonte ter queimado. E para que você tenha certeza de que foi isso que aconteceu, o Blog do Luguta preparou algumas dicas e testes bem rápidos que podem ser realizados para você não ter que desmontar o PC, peça por peça, em busca de uma solução.

Pronto para colocar a suspeita em ação? Então vamos ao trabalho! E que fique bem claro: estes passos são válidos apenas para fontes do tipo ATX!

Abrindo o computador

O primeiro passo é abrir a lateral do computador com uma chave de fenda, de modo a garantir o acesso aos cabos e componentes. Basta retirar os três parafusos que ficam na parte de trás da porta lateral e puxá-la. Para conferir em mais detalhes como realizar a abertura correta do gabinete, não deixe de conferir nosso outro artigo da série de manutenção.

Parafusos que devem ser retirados do gabinete

Com a lateral retirada, comece a remover todos os cabos de alimentação que estão ligados aos componentes do computador, como discos rígidos, drives de DVD, ventoinhas e placa mãe.

Para o próximo passo, nós recomendamos que você remova totalmente a fonte do gabinete, de modo a evitar que algum cabo permaneça acidentalmente ligado a algum dos componentes internos.

Testando a fonte

Com a fonte livre, desconectada da tomada e de todas as partes do computador, localize o cabo de alimentação da placa mãe. Ele é o maior de todos, contando com vinte ou vinte e quatro pinos, de acordo com cada versão.

Pinos que devem ser ligados

Pegue um clipe de papel fino e metálico, sem pinturas e dobre-o de modo que ele fique com duas pontas paralelas para baixo. Outra alternativa é utilizar um fio metálico maleável, com as pontas desencapadas.

Com o cabo de alimentação da placa mãe em mãos, localize o terminal do fio verde e insira uma das pontas do clipe ou do fio (ele é responsável pela partida do computador quando o botão de energia é acionado). Logo ao lado deste terminal, deve haver também outro para o fio preto (GND). É nele que deve ser inserida a outra ponta do clipe. A esta altura seu conector da placa mãe deve estar exatamente assim:

Clip de papel inserido

Tudo certo? Então chegou a hora do teste! Cuidadosamente ligue o cabo de alimentação na tomada e depois na fonte. Caso as ventoinhas comecem a girar, você tem um indicativo de que a sua fonte está funcionando normalmente, logo dificilmente ela será uma das causas do computador não estar ligando.

Fonte funcionou?

Medindo adequadamente a tensão

E para as pessoas que possuem multímetros em suas casas, uma dica final (para os casos em que a fonte liga) é também conferir se a distribuição de tensão está correta nos cabos. Para isso, regule o aparelho para modo de alimentação contínua, pegue qualquer terminal preto do cabo da placa mãe e insira a ponta multi-teste preta (com a fonte ainda ligada pelo último teste).

Em seguida, procure pelo fio vermelho e ligue a outra ponta de testes nele. O valor mostrado no aparelho deve ser de 5V, com variação de 0,5V para mais ou para menos. Em seguida, repita o procedimento com o fio amarelo, mantendo a ponta preta no fio preto. A tensão mostrada deve ser de 12V, novamente com variação de 0,5V para mais ou para menos.

Medindo a tensão

Este procedimento também pode ser realizado com as pontas Molex (os encaixes para discos rígidos e outros periféricos, que contem quatro encaixes), valendo os mesmos procedimentos e valores descritos acima.

Xiiiiiiiiiii!! Não deu certo!

Se a sua fonte não deu nem sinal de vida com o teste proposto acima, é provável que ela esteja avariada. O custo do reparo varia também de acordo com a natureza do problema (se for só um fusível, você gastará centavos na troca), mas se você não entende de eletrônica o ideal é buscar a ajuda de um técnico especializado. Caso opte pela compra de uma fonte nova, leve sempre em consideração a necessidade de energia dos seus componentes para não comprar uma abaixo das especificações necessárias.

Soltar a sua fonte atual e substituí-la também é tarefa simples, bastando a remoção dos parafusos da parte de trás do gabinete e a substituição dos equipamentos. A colocação dos cabos e parafusos para o novo equipamento também deve ser bem similar.

E você, conseguiu solucionar o problema do seu computador? Não se esqueça de deixar o seu comentário e de dar sugestões.

Até a próxima e boa sorte com os reparos!

SIGNATURE

Enviar por Email

Vdownloader – Baixe Vídeos do Youtube e de Outros Sites

Nos últimos anos, tem se proliferado na internet sites de transmissão de vídeos. Episódios de seriados, desenhos animados, trechos de filmes, videoclipes e as mais estranhas bizarrices que você possa imaginar, estão espalhadas pelos milhares de endereços na web que oferecem este tipo de serviço.

Contudo, conforme aumentou o número de sites disponibilizando transmissões online de vídeos, surgiu também a vontade de muitos usuários possuírem estes vídeos em seu computador, logo, diversos programas que fazem isto apareceram.

Um dos mais populares do gênero, e mais baixado da categoria, é o VDownloader. Aprenda como usá-lo agora através deste guia de uso que preparamos para vocês.

Encontre o Vídeo para Baixar

Existem várias maneiras diferentes de encontrar um vídeo para fazer download através do VDownloader. A primeira delas é usando a guia “Baixar”. Através dela, você deve informar o endereço exato do vídeo – no campo “URL do Vídeo” – para que o programa inicie a transferência da internet para o seu computador.

Copie a URL do vídeo de seu navegador e cole no VDownloader

Outra maneira de encontrar seu vídeo é utilizando a guia “Pesquisar”. Lá existe um campo específico para digitar termos referentes ao conteúdo do vídeo que deseja fazer o download. Clicando-se no botão “+ Websites” é possível definir em qual site será feita a pesquisa.

É possível selecionar entre YouTube, DailyMotion, MegaVideo e Yahoo! Video. Ao lado da barra de pesquisa, existe ainda um outro botão – “Mais”. Sempre que quiser renovar os resultados obtidos por uma pesquisa, apenas clique sobre ele.

Pressionando o botão “Pesquisar”, serão exibidos um certo número de resultados, através dos quais você poderá selecionar entre visualizá-los em seu site de origem ou então iniciar o seu download através do VDownloader. Para isso, utilize os botões posicionados ao lado direito da imagem em miniatura do vídeo selecionado.

Digite termos em busca do vídeo desejado

Navegue pelos Sites de Vídeo

Outra opção que facilita muito a vida de quem deseja encontrar um vídeo para baixar utilizando este programa é a guia “Navegador”. Como fica claro através do nome deste recurso, ele funciona exatamente como um navegador, permitindo que você acesse sites normalmente.

Nesta seção, existem links diretos para mais de 15 sites de vídeos diferentes, além de uma barra de endereços que lhe permitirá acessar outras páginas. Para acessar os sites diretamente, selecione-os na guia abaixo da barra de endereços e clique no botão verde ao lado da caixa.

Navegue atrás de seus vídeos favoritos através do VDownloader

Utilizando a barra de endereços, você poderá acessar um site e buscar os vídeos normalmente, como se estivesse em um navegador convencional como o Firefox, o Opera ou o Internet Explorer. Quando encontrar o vídeo desejado, acesse-o como se fosse visualizá-lo e quando quiser iniciar o download, clique no botão “Baixar Vídeo”.

Demais Configurações

Sempre que começar uma nova transferência, você será questionado sobre o destino do vídeo. É possível definir uma pasta única para esta função e, deste modo, tornar mais ágil o processo de downloads. Para isso, vá até às configurações do programa (guia “Configurações”), selecione a opção “Usar pasta padrão” e escolha qual será o diretório de todos os vídeos baixados com o VDownloader.

Para não ter problemas com codecs, nas configurações deste programa, pode-se definir também qual o codec padrão será utilizado na conversão dos vídeos para o formato que você escolheu.

Acesse as Configurações e deixe o VDownloader perfeito para o seu uso

 Para baixar o Vdownloader clique AQUI.

Fonte do Tutorial: Baixaki

Agradecimentos ao Clauber Avelar pela sugestão do post

Links do website e de download atualizados em 23/10 conforme sugestão da leitora Ana Carla

SIGNATURE

  Enviar por Email

Tutorial – Como Copiar Um DVD

Existem milhões de tutoriais sobre isso disponíveis na Internet sobre esse assunto eu sei. Mas nem todo mundo sabe como fazer, e mesmo possuindo uma gravadora de DVD instalada no computador nunca ao menos se arriscou. Seguindo à risca os passos abaixo, você poderá fazer cópias daqueles DVDs da locadora backup dos DVDs originais que você comprou e que tando temia que arranhassem ou fossem danificados!

Mãos à obra, mas antes, vamos aos ingredientes do bolo. Você irá precisar de:

  1.  1 Gravadora de DVD de qualquer marca devidamente instalada (Sim, é só uma…);
  2.  1 ou mais DVDs virgens, dependendo de quantas cópias for precisar (Qualquer lugar vende);
  3.  Software para extrair e decodificar o conteúdo do DVD – DVD Decrypter – BAIXE AQUI  ou AQUI;
  4.  Software para “encolher” o conteúdo do DVD original – DVD Shrink – BAIXE AQUI ou AQUI;
  5.  Software para gravar o conteúdo final em um DVD virgem – ImgBurn – BAIXE AQUI ou AQUI.

Salve cada um dos programas descritos acima em uma pasta de sua preferência no computador. Todos são gratuitos para utilização. Instale os três. Não sabe instalar?

PRIMEIRO PASSO

Bom, primeiramente precisamos copiar o conteúdo do DVD de origem para o HD. Para isso, utilizaremos a primeira ferramenta chamada DVD Decrypter. Essa ferramenta remove também as travas de proteção do fabricante do disco, caso exista alguma. Insira o DVD no drive e siga os passos abaixo:

  • Tenha certeza que há espaço livre suficiente no disco para guardar o conteúdo do DVD. Diversos DVDs têm entre 6-8 GB de arquivos.
  • Abra o programa DVD Decrypter

 decrypter1

  • Certifique-se de que o disco ótico certo está selecionado no menu, caso tenha mais de um.
  • Escolha o arquivo de destino. No título Destination, deve dizer Please Select a Folder. Se clicar no icone de pasta a direita desta frase (veja a seta do mouse na imagem abaixo), você vai ver o familiar menu do Windows para escolher a pasta de destino.decrypter2
  • Clique no ícone de iníco (veja imagem abaixo) para iniciar a ripagem. O progresso será indicado para você. Deve levar de 10-15 minutos para ripar um dvd (o tempo depende da velocidade do seu drive de DVD).decrypter3
  • Você agora tem o DVD desencriptado em uma pasta no seu disco rígido.

    Se você quiser queimar o DVD ripado em um DVD-R de 4.7 GB, (Claro que vai) você vai ter que encolher o tamanho do arquivo antes. A mídia original é bem maior do que essas que compramos em lojas por aí. Veja abaixo como usar o DVD Shrink para isso. Você irá conseguir ter uma pasta de DVD ripado que caiba em um disco de 4.7 GB, sem mudanças perceptíveis na qualidade do som ou imagem.

    SEGUNDO PASSO

     shrink-1

    Opção: Open Files para DVD já copiado no HD, pasta  ( Video_ts). Localize a pasta que usou para copiar o DVD com o Decrypter

     shrink-2

    Opção: Selecionar a pasta  que contem o filme já copiado, OK

    shrink-3 

    Analisando o DVD 

    Aqui pode visualizar, e desmarcar algum item que não queira copiar, desmarca na caixa.
    Compression Settings, deixe em Automatic para o caso de DVD 9 Gb. (Dual layer)
    programa vai comprimir os arquivos de vídeo para fazer caber no DVD 4.7 Gb. quando possível.

    Para copiar o DVD 9 em tamanho normal, precisará selecionar, No Compression
    e copiar para uma pasta no HD, para gravar em DVD DL precisa configurar layer braek
    No exemplo acima não houve compressão (Compression settings 100%)

    Opção: No modo Re-Author permite modificar o DVD retirando partes, ou selecionando
    apenas o que  interessa, mas neste caso perde a estrutura do DVD original.

    shrink-4

    Para iniciar a copia clica no botão, Backup

    shrink-5

    Aqui seleciona o Gravador, ou uma pasta no HD, se não quer gravar no DVD/R agora
    Browse… seleciona uma pasta onde o Shrink salva o DVD.

    shrink-6

    Copiando para a pasta temporária

     shrink-7

    Retire o DVD original e coloque o DVDr para ser gravado

    Obs:  O último Software ImgBurn só é necessário caso você não tenha o Nero instalado. Nesse caso, ao terminar de redimensionar o filme, o DVD Shrink irá mostrar a imagem acima solicitando a inserção da mídia virgem. Caso tenha o Nero instalado, não precisa do ImgBurn.

    Apos a finalização da gravação, os arquivos da pasta temporária
    permanecem la e serão apagados quando da próxima cópia, mas podem
    ser excluídos manualmente, o Shrink não o faz automaticamente.

     Pronto! Agora é só inserir o DVD no seu player e testar!

    Gostou? Comente!

    POSTS RELACIONADOS:

    Abraços,

    SIGNATURE

    Enviar por Email